Como “fabricar” energia positiva!

por Meiry Kamia

Tenho recebido diversos e-mails de leitores perguntando sobre o que fazer quando bate aquele desânimo.

Sabemos que amadurecemos por meio das crises. Então, já que não podemos evitá-las, o que nos resta fazer é aprender a passar por elas sem tanto sofrimento.

Já percebeu como as pessoas reagem de forma diferente em uma mesma situação? Numa situação imprevista, algumas pessoas se mostram totalmente desorientadas, enquanto outras conseguem tomar decisões e executar ações até que com certa tranquilidade. O que diferencia uma da outra é a forma como lidam com suas emoções.

Pessoas com dificuldade para lidar com imprevistos e crises sofrem porque se perdem no calor das emoções. A ansiedade, a frustração, a raiva, o medo, a insegurança, etc, tomam conta do seu raciocínio e corpo, prejudicando a tomada de decisões e execução de ações. Assim, gastam energia demais com coisas que não fazem parte da meta principal e, por isso, acabam por se tornar vítimas de suas emoções.

Não quero dizer com isso, que seja errado sentir emoções como medo, angústia, raiva, etc. A questão é como canalizar essas energias de forma que elas beneficiem nossas conquistas e diminuam nosso sofrimento. O autocontrole só é conseguido através do autoconhecimento, e para conquistá-los, é preciso desenvolver a DISCIPLINA.

Por conta disso, estou enviando um exercício realizado por monges, que ajudam muito na concentração, eliminação de energias negativas e na “fabricação” de energias positivas.

Antes de passar o exercício, preciso esclarecer pontos importantes:

1.Somos movidos por energias: quando estamos animados, motivados, felizes, significa que estamos com energia em alta. Quando estamos desanimados, desmotivados e tristes, estamos com baixa produção de energia.

2.Para nos sentirmos mais animados e cheios de energia, precisamos fabricar essa energia.

3.Esse exercício precisa ser feito duas vezes ao dia. Caso tenham dificuldade com horários, façam pelo menos de manhã, assim que acordarem.

4.Lembrem-se! Para se conseguir qualquer coisa nesse mundo, é preciso ter disciplina!!!

5.Se quiserem, podem colocar uma música relaxante de fundo para ajudar.

6.Só coloquem incenso se sentirem bem, às vezes, o perfume do incenso irrita as narinas.

7.IMPORTANTE! O exercício a seguir não está vinculado a nenhuma religião.

a) Vá para um lugar em que possa ficar alguns minutos sozinho(a);

b) Sente-se confortavelmente no chão ou na cama, mantenha a coluna ereta (se necessário, pode usar um apoio para as costas);

c) Em ambas as mãos, junte os dedos polegar e indicador, e apóie-as nos joelhos com a palma da mão para cima. Posições de mãos se chamam “mudras” e servem para “fechar circuito”, ou seja, não deixa que a energia produzida se esvaia (existem diversas posições com suas respectivas funções, mas não entrarei em detalhes aqui);

d) Comece a respirar pelo nariz enchendo bem o pulmão de ar e solte totalmente, murchando a barriga. A respiração deve ser abdominal, sinta a barriga enchendo e encolhendo conforme respira. A forma como inspiramos simboliza a forma como absorvemos as experiências do mundo. Pessoas que inspiram curto têm medo de absorver o que o mundo tem a oferecer. A expiração é a forma como nos expressamos no mundo. Através da respiração também inalamos o “prana” – nossa energia vital;

e) Ao inspirar, imagine uma luz dourada bem brilhante penetrando pelo seu corpo;

f) Ao expirar, imagine todos os seus medos, raiva, tristeza, insegurança, vergonha, etc, todos os pensamentos e sentimentos negativos que você sentiu durante os últimos dias, indo embora do seu corpo em forma de nuvem negra;

g) Quando sentir que está mais leve, invoque um Mestre de sua confiança, pode ser Jesus, Buda, Saint German, Virgem Maria, ou qualquer outro que preferir. Vá sentindo o amor e a bênção deste Mestre penetrando seu corpo, entrando por todos os poros do seu corpo e inundando seu ser com muita luz e muito amor;

h) Uma vez cheio(a) desta energia (amor), sua própria fonte, localizado no chakra cardíaco (meio do peito), começa a gerar sua própria luz. Essa luz vai se intensificando cada vez mais, tornando-se mais forte, brilhante e abrangente, de forma que a luz começa ultrapassar os limites de seu corpo e inundar o ambiente;

i) Se você quiser, pode direcionar essa luz aos seus filhos, marido, familiares, amigos, etc. Ou direcione a luz para alguém com quem esteja tendo problemas no momento. Sei que às vezes é difícil, mas tente fazer esse esforço, pois isso ajudará a limpar o campo vibracional da pessoa e, por consequência será mais fácil vocês resolverem seus problemas;

j) Lembre-se de sempre continuar respirando, pois a tendência é prendermos a respiração ao fazer as imagens. Continue respirando profundamente. Continue o tempo que puder e, ao encerrar sua meditação, agradeça aos mestres que estiveram presentes durante o período de sua meditação.

k) Encerre a meditação agradecendo a ajuda que está recebendo dos Mestres para a concretização de seus sonhos, e lembre-se de agradecer as coisas que você já possui e gosta como, por exemplo, sua família, sua casa, seu carro, etc. Isso é importante para você começar a vibrar na sintonia da gratidão e do amor.

Temas relacionados:

Receba a newsletter gratuita!

Receba dicas de comportamento no trabalho, sucesso profissional, motivação e muito mais!

Não enviamos spam! É totalmente grátis e seguro.

Receba a newsletter gratuita!

Receba dicas de comportamento no trabalho, sucesso profissional, motivação e muito mais!

Não enviamos spam! É totalmente grátis e seguro.

Meiry Kamia nas Redes Sociais

X

Para enviar sua pergunta ao Canal Interativo, clique aqui e responderemos com um vídeo no nosso canal do YouTube!

¤