Revista Decnews – Diferencial Feminino no Mercado de Trabalho

DIFERENCIAL FEMININO NO MERCADO DE TRABALHO

Por milhares de anos, homens e mulheres evoluíram em papéis muito distintos. O fato deles caçarem enquanto elas estavam preocupadas com o bem-estar das crianças, a responsabilidade pela educação e o zelo do lar, fez com que seus cérebros desenvolvessem habilidades distintas. E as aptidões do universo feminino podem ser consideradas grandes diferenciais no mercado de trabalho, especialmente quando o assunto é gestão de pessoas, atendimento e relacionamento com o cliente. Vejam algumas delas:

1)      Escutar mais e melhor: elas distinguem mais nuances de som, principalmente os agudos do que os homens. Por serem responsáveis pelo bem-estar dos filhos, tinham de identificar o choro das crianças como sendo: fome, sono, manha, cólica, etc. Aplicando essa habilidade no mercado de trabalho, as mulheres conseguem “ler nas entrelinhas” e identificar com rapidez mudanças de humor, intenções por detrás dos tons de voz, e tomar decisões considerando o todo.  

2)   Aliar inteligência e emoção: as mulheres integram melhor essas duas características, realizando julgamentos que ponderam os aspectos objetivos e subjetivos. Quando o assunto é gestão de pessoas isso faz grande diferença. Ela pode ajudar com mais propriedade um cliente que está em dúvida a tomar uma decisão mais acertada num processo de venda, como também é mais sensível para identificar problemas reais na gestão de funcionários.

3)      Visão panorâmica: enquanto os homens possuem habilidade de focar uma meta e “apagar” o que está em volta, as mulheres conseguem olhar o todo de uma vez. Isso faz com que consigam perceber diversas coisas que ocorrem no ambiente num mesmo momento. Assim, num estoque, por exemplo, conseguem encontrar objetivos mais rapidamente do que os homens.

4)      Multifuncionalidade: como utilizam os dois lados dos hemisférios cerebrais ao se comunicarem (os homens utilizam apenas um), elas conseguem pensar e executar diversas tarefas diferentes ao mesmo tempo, como falar ao telefone, organizar faturas, delegar funções e, ainda, estão atentas a tudo o que se passa ao redor. Ao se comunicarem, conseguem utilizar melhor as palavras, usando tons de voz adequados, habilidade muito valorizada quando o assunto é relacionamento com o cliente.

5)      Mais cooperação e menos competitividade: o cérebro feminino está mais voltado para pessoas e relacionamentos, enquanto o masculino está voltado para objetos. Por essa razão, meninos gostam dos carrinhos e as meninas preferem as bonecas e chazinhos com amigas. Para as mulheres, o mais importante é estarem bem nos relacionamentos. Por essa razão, elas tendem a serem mais colaborativas nos trabalhos em equipe.

6)    Assumir erros com mais facilidade: isso ocorre justamente por serem menos competitivas. Assumir erros torna o processo de aprendizagem mais fácil, porque para aprender é preciso reconhecer que não sabe. Já, para os homens, assumir erros significa ter fracassado.

 

Meiry Kamia é Palestrante, Psicóloga, Mestre em Administração de Empresas, Consultora Organizacional e Docente em MBA de Gestão de Pessoas. Autora do Livro “Motivação Sem Truques”. Também é ilusionista, premiada como melhor mágica feminina da América Latina, pela Federação Latino-Americana de Sociedades Mágicas. Desenvolve palestras motivacionais e treinamentos diferenciados, aliando Arte Mágica, Teatro e Psicologia. E-MAIL: atendimento@meirykamia.com ; Site: www.meirykamia.com